É bom aclimatar peixes através de gotejamento?

(http://www.yourfishstuff.com/shipping-bag-large)(http://www.yourfishstuff.com/shipping-bag-large)Para peixes que ficaram mais de 48 h em trânsito, não é uma boa idéia. No saquinho de transporte, o peixe irá respirar e excretar. A amônia (NH3) excretada é tóxica, mas O CO2 oriundo da respiração irá diminuir o pH e converter parte da amônia em amônio (NH4+), que não é tóxico. No entanto, quando você abre o saquinho, o CO2, que é instável, sairá para a atmosfera, o pH subirá e o amônio será rapidamente convertido em amônia, causando danos às brânquias do peixe.


Invertebrados pouco conhecidos - Cycliophora

Cycliophora (http://www.leica-microsystems.com/science-lab/in-the-footsteps-of-linnaeus-microscopic-imaging-in-marine-biodiversity-research/)Cycliophora (http://www.leica-microsystems.com/science-lab/in-the-footsteps-of-linnaeus-microscopic-imaging-in-marine-biodiversity-research/)Ciclióforos são pequenos animais arredondados que vivem associados aos apêndices bucais de lagostas! Sim, isso mesmo. Estes animais foram descritos somente em 1995 e apenas três espécies são conhecidas.


Recifes abissais

Recife de [i]Lophelia pertusa[/i] (http://www.xray-mag.com/content/coral-populations-north-atlantic-under-threat-climate-change)Recife de Lophelia pertusa (http://www.xray-mag.com/content/coral-populations-north-atlantic-under-threat-climate-change)Embora estejamos mais familiarizados com recifes de corais rasos, também existem recifes de corais de oceano profundo. Veja na foto abaixo um recife do coral Lophelia pertusa, que é uma espécie relativamente abundante em áreas profundas do Oceano Atlântico e do Brasil, ocupando faixas de 100 a 3.000 m de profundidade. A L. pertusa, evidentemente, é uma espécie azooxantelada e não necessita de luz.


Invertebrados pouco conhecidos - Kinorhyncha

Quinorrinco (http://bizarrecreature.blogspot.com.br/2015/08/creature-329-kinorhyncha.html)Quinorrinco (http://bizarrecreature.blogspot.com.br/2015/08/creature-329-kinorhyncha.html)Quinorrincos são invertebrados marinhos bentônicos que habitam o substrato marinho e vivem enterrados no sedimento. Embora poucos tenham ouvido falar deles, não é incomum encontrá-los em aquários marinhos. Servem como um excelente alimento para peixes (mandarins, blennies e outros) que se alimentam de microorganismos bentônicos.


Fechado o ciclo de duas espécies de Peixe-Borboleta!

[i]Chaetodon sedentarius[/i] produzido em cativeiro (http://risingtideconservation.org/successful-aquaculture-of-the-reef-butterflyfish/)Chaetodon sedentarius produzido em cativeiro (http://risingtideconservation.org/successful-aquaculture-of-the-reef-butterflyfish/)Mais uma vez, o excelente grupo Rising Tide (http://risingtideconservation.org/) consegue fechar o ciclo larval de espécies de difícil cultivo. Desta vez, fecharam o ciclo de duas espécies de Chaetodontidae (Peixe-Borboleta), Chaetodon miliaris e Chaetodon sedentarius, este último sendo nativo da costa brasileira. Parabéns Rising Tide!


Combo 04 Cassiopea + Aquário

Prezados aquaristas, agora vendemos as Cassiopea em um aquário especial para elas! Não dá trabalho nenhum! Veja o vídeo e as instruções abaixo!

https://www.youtube.com/watch?v=BRUmNjcruRc

 Combo Cassiopea + AquárioCombo Cassiopea + Aquário

-       Você receberá o seu aquário na embalagem de fábrica, junto com um saquinho de água contendo as suas água-viva Cassiopea, um temporizador e um recipiente contendo vaselina. Siga o passo-a-passo abaixo para montar o seu aquário:

-        - Abra a tampa do seu aquário e despeje a água e as suas Cassiopea dentro dele. Complete com água salgada (densidade de 1020-1025 kg m-3) até a linha vermelha.

-        - Abra o recipiente contendo vaselina e passe um pouco nos contatos elétricos da tampa e da base do aquário. Repetir isso uma vez por mês.

-        - Ligue o cabo de energia no aquário e no temporizador recebido, ajustando um fotoperíodo de 12 h de luz e 12 h de escuro. Ligue o temporizador na tomada.

E pronto! Aproveite as suas águas-vivas!

 

 

Observações:

1 - As plantinhas verdes de plástico que vem com o aquário podem ser removidas manualmente caso deseje.

2 - Não é necessário alimentar as águas-vivas; elas são fotossintéticas.

3 - Faça uma troca de água de 100% do volume a cada 30 dias, da seguinte maneira: pegue as águas-vivas (pode ser com a mão, elas não machucam) e coloque-as em algum recipiente com um pouco de água. Esvazie o seu aquário (usando o dreno lateral) e encha com água salgada nova. Coloque as águas-vivas de volta.


Marine Ornamental Species Aquaculture

Link no Amazon.com (https://www.amazon.com/Marine-Ornamental-Species-Aquaculture-Ricardo/dp/0470673907/ref=sr_1_1?ie=UTF8&qid=1486678398&sr=8-1&keywords=marine+ornamental+species+aquaculture).Link no Amazon.com (https://www.amazon.com/Marine-Ornamental-Species-Aquaculture-Ricardo/dp/0470673907/ref=sr_1_1?ie=UTF8&qid=1486678398&sr=8-1&keywords=marine+ornamental+species+aquaculture).Pessoal, recentemente foi lançado o livro Marine Ornamental Species Aquaculture, editado pela Wiley-Blackwell e voltado tanto para o público acadêmico quanto para o público aquarista. Lá estão descritos protocolos de cultivo para todas os principais grupos de peixes e invertebrados (incluindo corais, crustáceos, tridacnas e outros). E possui a participação da equipe da Eco-Reef em dois capítulos! Confira: (https://books.google.com.br/books?id=V_IjDgAAQBAJ&printsec=frontcover#v=onepage&q&f=false)


Peixes-papagaio

[i]Bolbometopon muricatum[/i] (http://fishesofaustralia.net.au/home/species/387)Bolbometopon muricatum (http://fishesofaustralia.net.au/home/species/387)Peixes-papagaio são muito importantes para a manutenção da saúde de um recife de corais. Isso porque são espécies herbívoras, que controlam a população de macroalgas, que são os principais competidores por recursos (como luz) e espaço com os corais. O peixe abaixo, Bolbometopon muricatum, é um peixe-papagaio que atinge até 130 cm de comprimento e é uma espécie fundamental para o controle do crescimento algal em recifes do Indo-Pacífico.


Invertebrados pouco conhecidos - Priapulida

Priapulida (http://metazoaevolution.blogspot.com.br)Priapulida (http://metazoaevolution.blogspot.com.br)Você conhece o organismo ao lado? Trata-se de um priapulídeo, que, embora desconhecido, é um organismo vermiforme bastante abundante em ambientes marinhos com substrato muito fino (lama ou silte). Os priapulídeos são bastante antigos, com fósseis datados do Período Cambriano. 


Branqueamento

Recife de corais branqueado (http://sites.psu.edu/ichen/wp-content/uploads/sites/38297/2016/04/coralbleaching.jpg)Recife de corais branqueado (http://sites.psu.edu/ichen/wp-content/uploads/sites/38297/2016/04/coralbleaching.jpg)Você sabia que atualmente a principal ameaça aos recifes de corais é o fenômeno chamado de “branqueamento”? Isso acontece por conta do aquecimento global e subsequente aumento da temperatura da coluna d’água. Como consequência, os corais perdem as zooxantelas de seus tecidos e morrem. Com a mortalidade, sobra apenas o seu esqueleto branco, daí o nome de “branqueamento”.